Translate

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Íntimos de Deus.
J. Norinaldo.

O homem mata o semelhante a sangue frio,
Depois salva uma mosca de uma teia de aranha,
Leva flores pra amada depois de morta,
Nega um pão a um mendigo em sua porta;
Usa um coração como isca pra piranha...
E fala em Deus com a maior intimidade.

O homem estupra a criança inocente,
Depois mente dizendo ser seduzido,
Vai ao templo e decora suas preces,
De joelhos pede ao Pai suas benesses,
Se escudando em um manto corrompido,
E fala em Deus com a maior intimidade.

O homem tem muitos livros em sua casa,
Tem sempre a mão uma Bíblia Sagrada,
Uma página marcada com uma fita ao deus dará,
Se não fosse Deus ficava sem entender nada,
Até a Ele o homem procura enganar...
A si mesmo engana com facilidade.

A imagem e semelhança de Deus,
Mas quem será que inventou essa inverdade?
Terá sido algum filósofo ou um poeta,
Ou terá sido frase de algum profeta?
Deus não exige dos seus filhos castidade,
E falam Dele na maior intimidade.

1 comentário:

Leila Silveira disse...

ELE não liga.
penalizado
continua dizendo...
perdoai não sabem o que fazem...