Translate

segunda-feira, 7 de junho de 2010


O Homem e o Boi.
J. Norinaldo.

Em volta do cocho se alimenta a vida,
Com a erva servida somente aos bois,
Que o homem fornido com o trigo da terra,
Conserva na encerra pra comer depois;
A vida ceifada que alimenta aquele...
A imagem de Deus, que deus é que sois?

O homem que mata e abastece a mesa,
É a imagem de Deus em sua perfeição,
Aquele que mata seu irmão na guerra,
Aprendeu a tirar o sustento da terra,
E o sentimento de amar seu irmão;
Tem que ser assim diz enquanto erra.

Já marcou seu semelhante a ferro e a fogo,
Fez da vida um jogo com cartas marcadas,
Em busca de ouro não vê onde pisa,
O golpe de sabres rabiscou a terra;
Criando divisas nações separadas...
Tanto o boi quanto o homem a vida precisa.

Vem de muito longe a divisão do pasto
E o gosto nefasto de comer a vida,
A carne do homem não serve ao boi,
É a carne do boi que os banquetes consomem;
O primeiro a comer ninguém sabe quem foi...
Mas a terra é quem come o boi e o homem.




2 comentários:

FLÁVIO CAMPOS SARTORI disse...

BUENA POESIA AMIGO NORIVA...............ABRAÇOS DO AMIGO SARTORI.

Lourival Rodrigues dos Santos disse...

Camarada!!!... estou alimentando, "Em volta do cocho se alimenta a vida", mas é a minha alma com essa sua poesia. Bela imagem a do cocho e a do gado bom. Tem muito a ver com os meus primeiros passos. Grande abraço.