Translate

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010


Apenas Uma Gota de Suor.
J. Norinaldo.

Enxerga-me no teu vidro de perfume,
Sente-me no roçar do teu batom,
Descobre-me na sombra da roseira,
Nos raios de sol pela manha,
Na brisa que acaricia teus cabelos,
No doce perfume da maçã.

Quando uma gota de suor te percorrer,
Não interrompas o seu doce deslizar,
Nos sutis arrepios dos teus pelos,
São meus beijos mais safados procurando,
Com o vento alcoviteiro inconseqüente,
Outros lábios perfumados pra beijar.

Ouve a brisa cochichar-te ao pé do ouvido,
E a flor se abrindo a receber a invasão,
Na tumidez dos teus montes que se erguem,
Nos gemidos que te afloram na garganta;
Nos tremores do teu templo em ebulição,
É o acme do amor que te acalanta.





1 comentário:

valda disse...

meu querido amigo poeta.
hoje tirei um tempinho so pra ler suas lindas, e encantadoras poesias.confesso que depois de um dia muito agitado,so consigo relachar, e sorrir,indo em teu site.em meio a tantas, sempre encontro uma que acalenta a minha alma.um beijo em seu nobre coração.