Translate

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008




Pudor.
J. Norinaldo


Entre curvas perfeitas perigosas lascivas
Nos montes e vales cascatas e fontes.
Do corpo é o desejo talhado a cinzel.
A virtude se esconde ao ver-te sem véu.
Nos lábios rosados purpúreos perfumados,
Poema criado por alguém lá no céu.


Colunas de alabastro sustentam esse templo.
Entre as colunas o átrio róseo se esconde num bosque.
Triangulo fendado, bilabiado, misterioso e profundo.
Causa de guerras entre os homens na terra.
Tesouro valioso quando bem guardado,
Desvalorizado é vulgar aos olhos do mundo.

A taça suprema que traz vida ao mundo.
A apoteose que enlouquece e domina.
O guerreiro mais forte grita e geme sem dor.
Se rende humilde ao sacrifício indolor.
Gladiadores que sentem a vida exaurir-se.
Quando penetram com a lança a taça do amor.

Tem tantos nomes esse templo secreto.
Por alguns inauditos por puro pudor.
Exala o perfume que atrai loucos beijos.
Os poetas o cantam em versos guardados.
Inspiram-se em noites de sonhos molhados.
De embate de amantes num mar de desejos.






1 comentário:

JULENI ANDRADE disse...

NORI,
BELA DESCRIÇÃO POÉTICA!
LENDO, ESCREVI UM POEMA _ NÃO TÃO BOM QUANTO O SEU. DESCREVO AMULHER COMO UM TODO. PORÉM, É UMA OBSERVAÇÃO FEMININA E PESSOAL. ESPERO QUE GOSTE!
UM ABRAÇO
========================
FÊMEA
´´´´´´´´´´´´´´´
FLOR DE VÁRIOS PERFUMES!
EXPANDE E CONTRAI;
PROVOCA E DISTRAI;
ALICIADA E CHAMATIVA;
ENCOBERTA É PUDOR;
DESNUDA, ARDOR...
ATRAENTE SABOR
QUE ENLOUQUECE TIRANOS,
ENVAIDECE OS GENTIOS,
UMIDECE OS SANTOS,
SACIA OS PROFANOS...
NUM ENCATAMENTO SUPERLATIVO
INFLAMA À GUERRA...
DOCE NINHO DA VIDA,
DA BATALHA DIÁRIA,
MÃOS QUE AFAGAM,
SEIOS QUE ALIMENTAM E ENCENDEIAM...
FRÁGIL FERA!
POSSUI A TAÇA COBIÇADA
QUE INSPIRA ATÉ OS MAIS TEMÍVEIS...
QUANDO DEGUSTADO, SEU LICOR
ANESTESIA...
ENTÃO, O MAIS FORTE INVASOR TRANSPIRA
EXTASIADO
´´´´´´´´´´´´´´´´
JULENI ANDRADE